Extração de siso sem medo

May 24, 2018

 

Se você é dessas pessoas que sentem um arrepio só de pensar em extrair o siso, pode ficar tranquilo. Iremos explicar tudo que você precisa saber para perder o medo e viver tranquilamente sem os dentes que tanto incomodam, principalmente na vida adulta.

Os dentes do siso, como são conhecidos, são aqueles que nascem, normalmente, entre o fim da adolescência e o início da vida adulta, sendo o último dente em cada lado dos maxilares superiores e inferiores. Mas, ao contrário do que todo mundo gostaria, nem sempre eles nascem e crescem retos, podendo nascer tortos e causar algumas inflamações, motivo para extração.

 

Quando extrair o siso?

A função principal do siso era auxiliar nossos ancestrais na mastigação de carnes cruas e duras. Como os tempos evoluíram e não temos mais esta necessidade, o siso também perdeu a sua função, sendo sua extração não recomendada apenas quando os novos dentes não incomodam ou afetam a dentição. Caso contrário, a extração é recomendada em todos os outros casos, como por exemplo, a falta de espaço na boca para acomodar os novos dentes. Quando a falta de espaço faz com que os dentes fiquem “travados” na cavidade bucal, é necessário a extração para que não haja inflamação, inchaço e dor.

 

Como é feita a extração?

A extração do siso é um procedimento cirúrgico que, como todos os outros, requer anestesia local ou geral, dependendo do caso. Para retirá-lo, o cirurgião-dentista fará uma pequena incisão na gengiva, removendo o siso que ainda está por nascer. Em alguns casos é necessário remover um pouco do osso em torno do dente ou cortá-lo, mas pode ficar tranquilo, pois você não sentirá nenhuma dor devido a anestesia, apenas uma leve pressão.

Caso sinta qualquer dor, sinalize ao dentista imediatamente para que a anestesia seja revista.

 

Recuperação da extração de siso e suas lendas.

Com certeza você já ouviu algumas lendas sobre a recuperação da extração do siso, mas vamos direto para as reais. O inchaço nas bochechas e pescoço é comum após este procedimento, mas bolsas de gelo com o auxílio dos medicamentos prescritos pelo dentista, irão amenizar a sensação de incômodo.

Também é indicado evitar alimentos duros e que requerem grande mastigação, sendo a melhor opção optar por alimentos pastosos ou líquidos, nos sete dias seguintes ao procedimento. Sorvetes também são uma boa pedida, já que sua baixa temperatura auxilia na cicatrização da incisão.

Além dos cuidados com a alimentação, é necessário manter-se em repouso por, pelo menos, dois dias, já que, como todo procedimento cirúrgico, é preciso evitar esforços.

 

E agora, já perdeu o medo da extração do siso? Converse com o seu dentista e fique tranquilo!

 

*Texto produzido para a empresa Economídia.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags