Virei franqueado, como me qualifico para minha nova atuação?

February 27, 2019

 

Começar um novo negócio exige muita disciplina, bons contatos, paciência e, principalmente, qualificações. Quando este negócio é uma franquia, metade deste caminho já está andado, já que há um padrão pré-estabelecido pelo franqueador e este dará a direção correta do quê e como fazer em cada etapa, passando todo seu conhecimento ao franqueado.

 

Mas será que apenas o conhecimento sobre o negócio é suficiente para ter um empreendimento de sucesso? Pode apostar que isto dependerá muito mais de quem está diretamente por trás do negócio, do que do franqueador. E para isso, alguns temas devem ser estudados com mais afinco, como por exemplo:

 

Contabilidade e finanças: qualquer tipo de negócio gira em torno de números e saber calculá-los da forma correta e ter previsões para os próximos períodos é essencial para se antecipar à crises e mudanças do mercado. Royalties, aluguel, impostos, pagamentos de funcionários, entre tantos outros fatores envolvendo finanças podem ser muito melhor gerenciados por quem realmente entende sobre estes assuntos.

 

Gestão de pessoas: na hora de contratar, não basta apenas escolher aqueles com mais experiência ou com o currículo mais agradável, é preciso avaliar o perfil de cada um e saber se tudo que está no papel é exatamente como a realidade. Depois de contratado, é preciso saber lidar com os subordinados, mantendo boa relação entre colaborador-franqueado, garantindo o futuro do negócio.

 

Gestão de atendimento: este ponto está diretamente ligado ao anterior. Funcionários bem tratados por seus superiores tendem a trabalhar melhor e mais felizes, e isso impacta diretamente no modo em que irão atender seus clientes. É essencial conhecer o seu público-alvo para avaliar qual o melhor tipo de atendimento e essa informação deverá ser passada de franqueador para franqueado, mas depende do franqueado saber repassar e ensinar sua equipe a melhor forma de atender e, para isso, é preciso conhecer mais sobre esta etapa, para que não haja o famoso telefone sem fio.

 

Comportamento do consumidor: aqui começa uma etapa mais complexa, porém de extrema importância: entender o comportamento do consumidor. Há alguns fatores de comportamento que deixam claro se o cliente está satisfeito ou não com o serviço ou produto analisando apenas seu olhar, movimentação das mãos ou até mesmo o ritmo da respiração. Entender como eles se comportam é ponto chave para prever e evitar futuros danos ao negócio, saber suas necessidades antes mesmo que eles a coloque na mesa ou até mesmo resolver problemas de modo que o cliente se sinta em um grande relacionamento com a marca, fidelizando-o.

 

É claro que nenhum desses conhecimentos caem do céu, então é preciso correr atrás das informações através de cursos presenciais ou online, livros, ebooks, webinars, palestras e até em conversas com profissionais de cada área.

 

Publicado em Franquias de Impacto.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags